leituranarede.com

Fit: Fique em forma com Pop Pilates (muito divertido)!

Cassey Ho, uma americana simpaticíssima com descendência asiática, é uma instrutora certificada de Pop Pilates que possui milhares de seguidores em suas redes sociais. Cassey criou o Pop Pilates, uma modalidade do tão conhecido Pilates, onde a diferença está no ritmo empregado na realização dos movimentos, nos estilos de músicas tocadas e no carisma e simpatia com que ela conduz as aulas.

Mensalmente, Cassey disponibiliza em seu site Blogilates um calendário com os vídeos diários que deverão ser realizados no conforto da sua casa utilizando o peso do seu corpo e um colchonete para deixar as posições mais confortáveis. Você não precisa se preocupar em quais grupos musculares trabalhar a cada dia da semana. Ela faz isso por você! E a cada mês tenta focar mais em um grupo muscular ou outro, dependendo do que já foi feito no ano todo.

Pop Pilates_Cassey Ho

Os vídeos ficam disponíveis no canal dela no You Tube e é só verificar no calendário mensal quais vídeos você deve fazer naquele dia, digitar o nome e voilá. Por dia, ela pede para fazermos em torno de 3 a 4 vídeos que possuem durações de 8 a 10 minutos. Ou seja, meia horinha por dia e você consegue fortalecer seus músculos, melhorar sua postura e auto-estima. Está duvidando ainda? Veja no site dela os depoimentos de mulheres que seguiram os calendários e entraram em forma. Persistência e consistência são as palavras-chave. E eu digo isso por mim mesma, que já cansei de me matricular em diversas academias e acabar não levando adiante por ser entediante. Para alguns dá certo, mas eu preciso de algo que seja divertido ao mesmo tempo em que me exercito. E ao fazer os vídeos da Cassey, por mais que você sofra com alguns movimentos, você se diverte com as besteiras que ela fala.

Abaixo segue o calendário específico para Iniciantes. Após realizar esta programação por um mês você já estará pronta para realizar os calendários mensais, que exigem bem mais.

Pop Pilates_Iniciantes

Quem não souber inglês, tente fazer do mesmo jeito, prestando atenção nos movimentos que ela faz e tomando cuidado com a própria postura.

Vejam um vídeo dela para se inspirarem:

Vamos começar? Fala se ela não é muito engraçada? Este eu já fiz.. Dói depois viu? rs

 

ESMALTE DA VEZ: Two One One Two – cor Poppy Red

Tenho alergia aos esmaltes convencionais por utilizarem na composição os componentes químicos Tolueno e Formaldeído. Quem sofre com esse tipo de alergia, após passar o esmalte nas unhas, sente reações alérgicas como inchaço nas pálpebras, coceiras e descamações na pele. No meu caso a alergia surge nos cantos dos lábios chegando a sangrar se eu não tirar o esmalte e aguardar meu corpo se desintoxicar desses componentes tóxicos.

Por esta razão, estou sempre à procura de marcas de esmalte que sejam hipoalergênicas, possuam cores atraentes e tenham boa qualidade como pigmentação, durabilidade, etc.

Esmalte_Two One One Two_Poppy Red

O esmalte da vez é o Poppy Red da marca nacional Two One One Two. Todos os esmaltes dessa marca são hipoalergênicos e o preço gira em torno de R$ 5,00. Achei que teria dificuldade para passar essa cor já que alguns esmaltes costumam manchar e não espalhar direito, mas com este foi ótimo desde a primeira camada. O resultado final ficou com alto brilho e teve longa durabilidade.

Quem sofre desse mesmo problema que eu de alergia a esses componentes químicos, ou que está afim de dar uma pausa nos esmaltes convencionais, eu super recomendo!

RESENHA: A última carta de amor, de Jojo Moyes

carta de amor_jojo moyes

A última carta de amor da talentosa escritora Jojo Moyes é o tipo de história que fará você torcer, suspirar, xingar, amar e chorar. Sim, sou romântica, apaixonada, sonhadora e este tipo de história deixa meu coração feliz!

A narrativa traz duas personagens femininas e de personalidades fortes que residem em Londres e que no decorrer da história vão aprendendo a lidar com as situações impostas pela vida, pelos desencontros e ironias do destino.

O livro começa narrando a rotina de Ellie, jornalista do Nation, jornal de circulação nacional na Inglaterra e que há um ano passa por aflições amorosas com o seu amante casado, tendo que lidar com a culpa que sente por agir dessa forma, com o julgamento das suas melhores amigas e a maneira como isso está refletindo em seu trabalho. Um dia, sua chefe na redação pede que ela procure matérias antigas no arquivo do Nation e escreva uma matéria sobre os costumes na década de 60. Na busca por tais documentos ela encontra algumas cartas de amor que despertam seu interesse e que a faz repensar em seu relacionamento com o homem casado.

A partir daí a narrativa volta ao passado, em meados dos anos 60, para contar a história de Jennifer, uma mulher casada, da alta sociedade, infeliz no casamento e que conhece o seu verdadeiro amor, mas que por um infortúnio do destino, sofre um acidente e perde a memória, tendo apenas as cartas escritas por seu amante, algo que traz esperança de um dia saber quem ela realmente foi e o que se passou em sua vida. As cartas que ela encontra escondidas em sua casa despertam sentimentos que desde o acidente estavam esquecidos, e mesmo ainda não se lembrando do que aconteceu sente que falta algo em sua vida e que precisa descobrir o que é.

carta de amor_jojo moyes 2

A história toma rumos inesperados e você não adivinha o que está por vir. A cada capítulo uma surpresa que nos faz virar as páginas fervorosamente para descobrir logo o que vai acontecer. Comprei este livro após ler a resenha da Juliana Cirqueira no blog Nuvem Literária S2 e não poderia ter feito escolha melhor. Para quem gosta de romances esse livro é um prato cheio e com certeza daria um belo filme. Fazia um bom tempo em que não lia uma história de amor capaz de despertar tantas emoções.

  • Título original: The Last Letter From Your Lover
  • Editora: Intrínseca
  • Número de páginas: 384
  • Ano: 2012
  • Gênero: Romance Inglês
  • Rating: estrelas

 

BEM-VINDOS AO LEITURA NA REDE

Desde a primeira história que eu li quando era bem pequenininha “Tio Patinhas e o Rei da Limonada”, narrativas de todos os tipos e gêneros começaram a fazer parte da minha própria história. Por qualquer situação que passasse em determinado momento da minha vida, fossem situações de alegrias ou às vezes de tristezas, os livros sempre estiveram comigo. Deixar a imaginação voar e me levar para lugares que fisicamente eu não poderia estar sempre foi uma sensação maravilhosa. Conhecer e amar os mais diversos tipos de personagens me fez saber identificar minha própria personalidade e conseguir entender os atos de outras pessoas. E assim eu fui crescendo e de Balão ao Deserto do Saara, A ilha Perdida, Sozinha no Mundo, Descanse em Paz meu Amor, A Droga da Obediência, Sete Desafios Para Ser Rei e Harry Potter, entre tantos outros, me ajudaram a superar, encarar e ter esperanças num mundo que muitas vezes consegue ser bem injusto. Ler me faz feliz e me faz ser uma pessoa melhor a cada história.

Espero que este blog possa ser um lugar onde possamos conversar sobre essas e outras paixões. Coisas que nos tragam alegria, que nos lembrem de bons momentos, que nos façam refletir e que possam fazer do nosso dia-a-dia cada vez mais corrido um pouco mais divertido.

E como amo seriados, não poderia deixar de citar o discurso de Rory Gilmore no dia de sua formatura no colégio, onde ela diz:

Vivo em dois mundos. Um deles é o mundo dos livros. Já vivi no Condado Yoknapatawpha de Faulkner, cacei uma baleia branca a bordo do Pequod, lutei ao lado de Napoleão, naveguei em uma jangada com Huck e Jim, cometi absurdos com Ignatius J. Reilly, peguei carona em um triste trem com Anna Karenina e percorri o Caminho do Cisne. É um mundo gratificante, mas meu segundo é de longe superior. Meu segundo mundo é habitado por personagens ligeiramente menos excêntricos, mas extremamente reais, de carne e osso, cheios de amor, que são minha inspiração final para tudo.

Foto_Mari 2_Blog

1 25 26 27